Ana Maria Maia

A quarta cor
Ana Maria Maia
“Espera até se afastar um pouco do lado errado, e volta espera. Torna a respirar como humano, duplica a vontade de dormir, espera (...) Agora escuta:”Em carta ao amigo distante, Cristiano Lenhardt conduz histórias de uma vontade antiga. Quer chegar ao lugar preciso do sonho em que a luz ganha uma quarta cor primária, não por justaposição nem por adição, mas pelo pacto que fazem seu olhar sublime e os vazios fracionados que intercalam vermelhos, azuis e verdes. O hiato entre corpos re...

Cristiano Lenhardt


Piquetes Anônimos
Ana Maria Maia
Respostas e perguntas (e assim sucessivamente)Gustavo Ferro:PERCURSO Em 2011 participei da Mostra de Arte da Juventude de Ribeirão Preto e fui premiado com um projeto que consistia em realizar derivas no entorno urbano do SESC, em uma tentativa de reconhecer a cidade. Neste processo extraí alguns objetos das ruas e criei uma instalação que também era composta por desenhos de observação feitos sobre papéis que fui encontrando. Dentre os objetos estava o primeiro piquete, que cumpria a fun...

Gustavo Ferro


A história dos nossos gestos
Ana Maria Maia
Abaixo, a entrevista de Haroldo Saboia para a crítica Ana Maria Maia sobre a mostra "A história dos nossos gestos". Ana Maria Maia: Você me relatou pelo menos dois elementos que impulsionaram o início do projeto – a foto do operário tocando a mão da estátua de Juscelino Kubitschek no memorial feito em homenagem ao ex-presidente em Brasília e o livro de Câmara Cascudo, que, embora não apareça como citação direta nos trabalhos, dá título à mostra. Como você se posicion...

Haroldo Saboia


  • Realização: