Carla Zaccagnini

Solos
Carla Zaccagnini
Solos é uma seleção dos desenhos de pisos que Adalgisa Campos vem colecionando há três anos. No Paço das Artes, os escolhidos são aqueles que a artista pôde encaixar na área de 80 m2 que a instituição oferece aos participantes da Temporada de Projetos, mantendo a escala 1: 1 adotada em todos os seus desenhos de chão. Parece impossível detectar o que esses pisos têm para merecerem estar em sua seleta coleção ou imaginar o que a faz deter-se a anotar o desenho específico do c...

Adalgisa Campos


Coreografia para figuras infláveis
Carla Zaccagnini
Parece que todas as coisas do mundo, construídas ou não pelo homem, suportam mais significados do que aqueles que as definem e mais funções do que aquelas que desempenham sem nenhum esforço. E cabe, agora sim, sempre ao homem, a tarefa de encontrar essas outras verdades latentes. Talvez o homem seja antes um observador, um detector de pulsões e potências, do que um inventor. Ou talvez o invento não esteja em lascar ou polir uma pedra até chamá-Ia roda, mas em notar como uma pedra, já ...

Laura Belém


Marcos Chaves
Carla Zaccagnini
Eclético: do grego eklekticós, de eklégein, escolher. Na exposição em que Marcos Chaves realizou as intervenções que deram origem às presentes fotografias, o título “Eclético” era uma alusão à arquitetura do Castelinho do Flamengo, um exemplo típico das construções da virada do século. Esse termo grego, entretanto, oferece um importante acesso à obra de Chaves, uma vez que o centro de sua produção reside, justamente, na operação básica da escolha e nas implicações des...

Marcos Chaves


Desenhando com terços
Carla Zaccagnini
Todo desenho é registro. Quer seja registro de um ou de uma série de gestos, quer seja registro de um ponto de vista e de uma maneira de olhar. O desenho é sempre o resultado de um processo que é ainda passível de revisão entre os traços finalizados, ao contrário do que ocorre em outras manifestações das artes visuais em que o resultado aparece congelado, sem profundidade temporal. Há, entretanto, situações em que esse processo se sobrepõe e se afirma com mais força, em que o dese...

Márcia X


Leda Catunda
Carla Zaccagnini
A Leda abriu sua mapoteca. E foi tirando, uns depois de outros, muitos dos muitíssimos papéis que guarda, ou guardava, lá dentro. Desorientados. E foi empilhando um a um os desenhos, colagens, aquarelas e gravuras sobre uma pilha de alguma outra coisa, na mesa. E mostrando e comentando as colagens, onde diversos divertidos personagens e imagens já prontos se misturam, assim como as texturas e estampas dos tecidos já prontos de suas flácidas ou volumosas telas. E cada vez que mal acabávamo...

Leda Catunda


Quadro negro
Carla Zaccagnini
Na série de fotografias que mostra nesta exposição, Caio Reisewitz aproxima dois espaços diversos: um dentro do museu e da universidade, outro fora de ambos. O Paço das Artes, duplamente resguardado pela aura do museu e por sua localização no campus da USP, é um local privilegiado para a apresentação destes registros fotográficos de lousas, tomados aqui e em outras partes da cidade, que Caio vem colecionando. A eficiência do quadro negro consiste em propiciar uma superfície esc...

Caio Reisewitz


Ritos de passagem
Carla Zaccagnini
Nas obras que expõe nesta mostra, Samantha Moreira evidencia a existência e a distância entre dois espaços diversos: um dentro do museu, outro fora. Outdoor, os rolos de desenho se sucedem em linhas, um abaixo do outro, abaixo do outro, abaixo do outro, preenchendo a área dimensionada em função da distância e da velocidade com que passam os carros e ônibus por ali ou noutra parte da cidade. A eficiência do outdoor publicitário está em encontrar a equação exata que permite embu...

Samantha Moreira


Análise do conteúdo estomacal de Fábio Carvalho
Carla Zaccagnini
Suponhamos um mundo, ou um pedaço de mundo, que fosse só terra e água, em que víssemos os lagos inertes, os rios que correm seguidos por mais de si mesmos e o mar, que vem e volta e volta a vir. E às plantas e aos bichos só os conhecêssemos dentro de latas ou pacotes herméticos. Ainda assim, saberíamos que o tempo passa olhando as horas nos relógios - sempre que os intervalos entre uma observação e a próxima durassem mais que um segundo e menos que vinte e quatro horas (ou doze, par...

Fábio Carvalho


  • Realização: